O que você está procurando?

podcast-4.png

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

13 SEMANAS DE GRAVIDEZ | Gravidez Semana a Semana

12 Semanas de Gravidez 14 Semanas de Gravidez

DESENVOLVIMENTO DO BEBÊ DENTRO DO ÚTERO POR SEMANA

13 semanas é 4 meses - 2° TRIMESTRE


De boas vindas ao bebê no início do segundo trimestre de gravidez! Ufa você sobreviveu ao primeiro trimestre de gravidez, foi assustadora as primeiras semanas de gravidez, sentindo os picos dos hormônios em alta no organismo para acelerar a formação do feto, causando enjoos absurdamente fortes e intensos, não é?! Mas agora fique tranquila, pois você está entrando na calmaria da gravidez. O segundo trimestre é considerado a fase mais gostosa da gravidez. Agora entrando no segundo trimestre as chances de ter um aborto espontâneo é praticamente zero. Muitas pessoas, portanto, decidem compartilhar a notícia de sua gravidez neste momento. Converse com seu parceiro sobre como você quer fazer isso e esteja preparado caso as pessoas não reajam da maneira que você espera.


SEU BEBÊ

Tamanho do bebê com 13 semanas de Gravidez

O bebê tem o tamanho figurativo de uma ameixa grande.



Desenvolvimento do bebê com 13 Semanas de Gravidez
Corpo

| Todos os órgãos do bebê já foram formados!

| O sistema nervoso central do bebê está completo, no entanto, ainda irá se desenvolver até 1 ano após o nascimento.

| Seus órgãos, incluindo o fígado e o pâncreas, estão começando a funcionar.


Intestino e Bexiga

| O intestino do bebê, que antes se estendia até o cordão umbilical, já se encontra completamente dentro do abdômen;

| A Bexiga já funciona, eliminando urina no líquido amniótico, que depois é removido pela placenta.


Rosto

| A face parece cada dia mais e mais humana.

| A cabeça ainda é um pouco maior que a proporção do corpo.

| Os olhos começam a se mover para ficarem juntos na frente da face assumindo sua posição normal e definitiva.

| As pálpebras dos olhos estão ainda fechadas, mas ele já nota a diferença entre a claridade e a escuridão.


Cordas Vocais

Na 13ª semana de gestação, enquanto o bebê continua a crescer, começam a se formar as cordas vocais.


Mãos

| Começa a desenvolver o reflexo de sucção ao chupar os dedos das mãos. Esses primeiros reflexos de sucção são importantes para a futura amamentação.

| As impressões digitais começam a se formar.


Quando o bebê vai mexer?

O bebê em sua barriga já está se mexendo vigorosamente, ele move os braços e as pernas, se você ainda não está sentindo, não se assuste, na próxima semana provavelmente você sentirá pela primeira vez, fique atenta! Mas caso ainda não sinta, algumas mulheres devem sentir os seus movimentos por volta da 16ª a 22ª semana de gestação.


Menina ou Menino?

Eles estão crescendo um pênis ou clitóris, mas estes são muito pequenos para serem vistos durante um ultrassom. É possível agora determinar o sexo do bebê, olhando para os genitais externos, se estivermos olhando bem de perto (através do ultra-som o sexo pode ser determinado com certeza em torno da 16ª semana).


O bebê já tem cabelo?

Sim! Os cabelos são minúsculos e translúcidos ainda não receberam pigmentação nas sobrancelhas e na cabeça.

SEU CORPO

Barriga de 13 semanas de Gravidez

Sintomas da mãe com 13 semanas de gravidez
Enjoo

Na 13ª semana de gravidez, os sintomas de enjôo matinal e cansaço excessivo, geralmente começam a ficar menos intensos. Agora você conseguirá sentir o prazer da gravidez.


Barriga

A barriga ainda não está tão aparente, talvez se está for a sua segunda gestação, você possa lembrar que a barriga parece maior comparada com a sua primeira gravidez.

Se você ainda se sente muito cansada e indisposta, escute seu corpo e descanse. Ele está trabalhando pesado na formação de uma vida em seu ventre.


Leite Colostro

Os seios começam a produzir o colostro, muito rico em nutrientes, e que será o primeiro alimento que o bebê vai amamentar, antes do leite começar a fluir. Atenção, não é recomendado apertar os mamilos para ver a saída do leite, pois provoca contrações uterinas.


Dor no pé da barriga

À medida que seu útero estica você pode sentir o abdome doloroso. Os ligamentos que sustentam o seu útero esticam para acomodar o crescimento desse órgão. Essa é a chamada dor do ligamento “redondo”. Muitas vezes é interpretada como uma “fisgada” perto da região da virilha.


Contato Íntimo

Nesta fase, devido aos hormônios da gravidez a mulher pode estar com mais desejo por contato íntimo com o parceiro ou, devido às alterações de humor, pode estar menos disposta, o que são condições normais devido às alterações hormonais da gravidez.

O contato íntimo é muito importante para a gestante, pois ajuda na sua auto estima, em se sentir bela, amada e acolhida. O contato íntimo só é contra indicado por solicitação médica obstétrica, devido a uma gravidez de risco, como:

  • Descolamento da placenta;

  • Ameaça de parto pré-termo (prematuro);

  • Colo curto ou dilatado;

  • Placenta prévia;

  • Infecção;

  • Candidíase;

  • Pré-eclâmpsia;

  • Sangramento vaginal (hemorragia vaginal);

  • Se houver sinais de parto (rotura de bolsa de águas);

  • Desconforto da grávida ou dores pélvicas.

Alimentação

A partir desta semana da gestação, é indicado o aumento da ingestão de cálcio, como iogurtes, queijos e o suco de couve crua, para o crescimento e desenvolvimento dos ossos do bebê, além de manter uma alimentação nutritiva incluindo frutas, legumes e verduras frescos.

No segundo trimestre: o paladar da gestante fica mais apurado. Nessa etapa da gestação, a obstetra recomenda a ingestão de 300 a 500 calorias a mais por dia. Como a comida volta a ser atraente, aproveite para fazer refeições saudáveis.

Tome bastante água se hidrate bastante, tome à vontade água de coco, suco de laranja, coma ovo cozido, cereais, aveia, de preferência ao pão integral, sopa de canja de galinha.


Suplementação Vitamínico

Por mais que você tenha uma alimentação balanceada, o corpo da gestante necessita de sempre um pouquinho a mais, portanto, continue a fazer o uso das vitaminas pré-natais indicadas pelo seu médico. A gestante nesta fase tem necessidade de ferro, cálcio, vitamina D e Ômega 3.

Assista ao vídeo: VITAMINAS PARA GESTANTE



Exame

Se você ainda não fez triagem pré-natal ou testes de diagnóstico, converse com o seu médico para agendar. Com 13 semanas de gestação, você pode fazer o exame de translucidez nucal (um ultrassom), irá verificar o acumulo de água as pregas do pescoço do bebê na região da nuca, ou fazer o exame de sangue de amostragem de vilosidades coriônicas (CVS). Esses exames mostram se há alguma preocupação de que seu bebê possa ter síndrome de Down, doenças congênitas ou distúrbios genéticos.


DICAS PARA A GESTANTE DE 13 SEMANAS

Evite dormir de bruços e barriga para cima, prefira deitar e dormir do lado esquerdo.

Evita de pressionar a veia cava artéria principal do organismo.

Evita refluxo azia e náuseas, pois o suco gástrico do estômago fica baixo.

Evite dormir mais de 9 horas seguidas. Quando dormimos a pressão arterial fica baixa. E a gestante passar 9 horas seguidas com a pressão baixa, pode resultar em pouca oxigenação para o bebê no ventre, levando a morte súbita do bebê na barriga. Então durante a noite levantar para ir ao banheiro, é uma ótima opção para ajudar o corpo a se oxigenar.

Quando sentada lembre-se de elevar os pés, pois nesta fase começa os inchaços.

Assista ao vídeo: PÉS INCHADOS NA GRAVIDEZ, DICAS PARA MELHORAR
Número maior de calçado

Você sabia que durante a gravidez a mãe pode ter até 1 número a mais? Isso aconteceu comigo, durante a minha gestação eu tive aumento de 2 números a mais de calçado, devido ao inchaço dos pés e do hormônio Relaxina.


Hormônio Relaxina

Ele ajuda a relaxar os ligamentos e as articulações na área pélvica, para que sua pelve possa se expandir durante o parto. Só que este hormônio não é só enviado para as articulações pélvicas, ele é liberado para todo o corpo. Por isso que as gestantes sentem como se os ossos do quadril estivesse mais afrouxado para andar ou para deitar na cama, principalmente quando a gestante tenta virar de um lado para o outro.


Inflamação Urinária

A infecção urinária durante a gravidez é bastante preocupante. A infecção urinária pode causar um parto prematuro. A causa está ligada a 4 motivos:


Segurar o xixi por muito tempo:

Fazer xixi é também uma maneira de eliminar micro-organismos bactérias nocivos ao corpo. Deixar de ir ao banheiro com regularidade acaba estimulando proliferação de bactérias, gerando o risco aumentado de infecções no local.


Má higienização

As mulheres apresentam infecção urinária com maior frequência, por causa do tamanho da uretra que é menor, encurtando o caminho da bactéria até a bexiga. Na hora que ir ao banheiro precisa se atentar a limpeza correta. Sempre pratique movimentos de frente vagina para trás (ânus).


Relação Sexual

A relação sexual pode carregar bactérias do anus até a uretra, causando infecções de bexiga. Por isso é recomendado sempre após a relação esvaziar a bexiga para limpar o canal da uretra.


4° Beber pouca água durante o dia

A água purifica o organismo, ajudando eliminar bactérias nocivas do corpo, através da urina. Urina muito concentrada e com cor amarelo intenso pode aumentar o risco para a proliferação de bactérias no local.


Baixa Imunidade

Seu sistema imunológico fica ligeiramente enfraquecido durante a gravidez, por isso é possível ter mais tosse e resfriados do que o normal. Procure se manter longe de pessoas doentes.

Outras infecções, como: a catapora ou a rubéola, têm potencial para causar problemas ao feto, dependendo do estágio de gestação em que são detectadas.

É bem possível que você tenha tido essas doenças na infância ou que já tenha sido vacinada contra elas. Gripes, candidíase pode ser sinal de baixa imunidade. Pratique atividade física moderada, e converse com o seu médico para fazer uso de vitamina C.


Varíola

A varíola é uma doença altamente contagiosa e muito agressiva a gestante. A mãe quando infectada é transmitida ao feto e nêle determinar graves alterações do sistema nervoso central, elevando ao quadro de Hidrocefalia conseqüente à varíola.

A varíola foi erradicada no mundo no ano 1980. Quem nasceu antes de 1980 talvez se lembre de uma inovação das campanhas contra varíola daquele período. Nascidos antes dos anos 80, foram vacinados com as pistolas. As pistolas eram usadas para facilitar a vacinação com rapidez milhares de pessoas no mesmo dia. Por mais que já se passaram 50 anos, cientistas afirmam que a vacina que fora aplicada contra a varíola é válida para a vida toda. Porém a geração, nascidos no final dos anos 80 não foram imunizados contra a varíola, pois a mesma já, havia sido erradicada, não existindo nenhum caso no mundo. No ano de 2022, novos casos foram registrados, e a comunidade de saúde do mundo está em alerta, sub um novo possível avanço de casos, a frente disso, a gestante deve se atentar aos sintomas da varíola:

  • Coceira no corpo, bolhas em erupções, lesão visível podendo ter pequena saliência, pus ou manchas vermelhas;

  • Dores musculares, mal-estar;

  • Calafrios;

  • Febre;

  • Dor de cabeça;

  • Vômito.


Vacina

A vacina contra a gripe é a única que pode ser tomada em qualquer período da gestação e deve ser aplicada mesmo que a mulher já tenha sido vacinada na gravidez anterior.



Ácido Fólico

Até quantas semanas devo tomar ácido fólico? Pode tomar ácido fólico durante toda a gravidez?

É recomendado tomar 1 comprimido de ácido fólico de 400 mcg pelo menos 30 dias antes de engravidar, no primeiro trimestre de gravidez com o objetivo de prevenir malformações fetais e tomar durante toda a gestação ajuda também a diminuir o risco de pré-eclâmpsia na mãe ou de causar o parto prematuro. O obstetra vai orientar se a gestante deve continuar a fazer o uso do metilfolato ou ácido fólico mesmo depois das 12 semanas de gravidez.


 

Você precisa ler também:











Posts recentes

Ver tudo