O que você está procurando?

podcast-4.png

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

Tudo Sobre Endometriose

A endometriose é o nome da doença dada quando a camada que reveste o útero, chamada de endométrio, multiplica-se fora do útero. A endometriose é uma doença inflamatória da região pélvica da mulher, provocada por células do endométrio.


Quando acontece a endometriose?

A endometriose acontece quando o fluxo de sangue da menstruação ao invés de sair pela vagina, percorre e vaza no sentido oposto, caindo na região pélvica; como: bexiga, intestino, ovários, trompas ou na cavidade abdominal, desta forma, as células do endométrio voltam a multiplicar-se e a sangrar fora do útero. Quais os sintomas da endometriose?

  • Fortes cólicas durante a menstruação;

  • Fortes dores abdominais fora do período menstrual;

  • Inchaço abdominal;

  • Dor para urinar semelhante a cistite;

  • Dor para evacuar;

  • Dor durante a relação sexual;

  • Dor após a relação sexual;

  • Dificuldades para engravidar.

Quais as causas da endometriose? A endometriose não é contagiosa, não se pega a endometriose e não é causada por algo que a pessoa tenha feito. Até o momento não há uma explicação para a causa para esta condição; no entanto, há suspeita de que a genética e a hereditariedade de primeiro grau tenha um peso importante no desenvolvimento da doença Como é a dor da endometriose? A dor da endometriose pode se manifestar como uma cólica menstrual intensa, ou dor pélvica/abdominal, dor durante à relação sexual, dor no fundo do canal vaginal, dando uma impressão que está cutucando a bexiga provocando uma dor após a relação sexual semelhante a infeção urinária, causando dor para urinar; dor no intestino no período da menstruação, ou uma mistura desses sintomas. Pois as dores na região pélvica são muito parecidas, podendo facilmente confundir com: dor de barriga de intoxicação alimentar ou inflamação urinária. Quando devo suspeitar de endometriose? Durante o período menstrual, as células do endométrio ativam a inflamação nos focos da doença já existente na cavidade abdominal. Então deve-se suspeitar de endometriose quando no período menstrual as dores se intensificam fortemente ao ponto que precisa de atestado pois não consegue trabalhar. A mulher durante a menstruação percebe que as dores se agravam para evacuar ou urinar. Como detectar a endometriose? Quais são os exames? Para detectar a endometriose necessita-se de dois exames: 1. Ultrassom transvaginal de preparo intestinal, com dieta antes do exame. 2. Ressonância de pelve realizada por um bom radialista. É possível engravidar com endometriose? Sim, é possível engravidar com endometriose. A endometriose não causa infertilidade nos órgãos ginecológicos e reprodutivos da mulher. A mulher com a doença inflamatória da endometriose pode apresentar dificuldades para engravidar, demorando um pouco para conquistar o desejado positivo. Engravidar ajuda a tratar a endometriose? Engravidar não ajuda a tratar a endometriose, esse é um conceito antigo. Engravidar ajuda a minimizar os efeitos e sintomas dolorosos da endometriose, pois o que ativa a inflamação dos focos da doença é a menstruação, e quando a mulher está grávida e amamentando ela está com a ausência da menstruação, aliviando assim, os sinais da dor à doença. Mas quando passa a gravidez e a amamentação a doença está lá da mesma forma. Como tratar a endometriose? A primeira coisa após diagnosticar ou suspeitar de endometriose o médico fará o básico prescrito nas diretrizes de endometriose, suspender a menstruação. O médico poderá prescrever pílula, diu, anel vaginal, adesivo, chip; vai depender da adaptação da paciente de forma pessoal. As dores serão controladas, suspendendo as menstruações. Quando a cirurgia é necessária? A cirurgia de endometriose é necessária por dois motivos: 1° Quando os focos de endométrio estão em algumas partes da cavidade abdominal como: bexiga, via urinária, ureteres e final do intestino delgado, apêndice. 2° Quando as dores permanecem mesmo com o bloqueio da menstruação com contraceptivos, e as dores dos sintomas da endometriose não são contidas. Cirurgia de Endometriose Minimamente Invasiva As cirurgias minimamente invasivas (realizadas por videolaparoscopia ou histeroscopia) têm como principal benefício o uso de mínimas incisões cutâneas (ou nenhuma incisão) e a recuperação pós-operatória muito mais favorável, com menos dor e retorno mais rápido às atividades habituais. Entre os principais procedimentos realizados destacam-se a cirurgia para endometriose, tratamento dos cistos de ovário, miomas, pólipos uterinos e histerectomias (retirada do útero). O Dr. Igor Padovesi é especialista em Cirurgia de Endometriose Minimamente Invasiva do Hospital Albert Einstein. saiba mais https://www.igorpadovesi.com.br/ginecologia-cirurgia-laparoscopia-histeroscopia-polipo-uterino-mioma-cura-endometriose-cisto-ovario

Posts recentes

Ver tudo