top of page

BEBÊ VIRA E ENCAIXA: Como saber que o bebê encaixou?

Atualizado: 14 de set. de 2023


A boa notícia é que, na maioria dos casos, a mudança de posição do bebê não causa dor significativa para a mãe. Muitas vezes, ela nem percebe que o bebê está realizando essa acrobacia intrauterina. Em vez de dor, o que a mãe pode sentir são sensações diferentes:

Barriga Dura: Durante a virada do bebê, a mãe pode notar que sua barriga fica temporariamente mais rígida. Isso ocorre devido às contrações uterinas, que ajudam o bebê a mover-se para a posição ideal.

Movimentos do Bebê: À medida que o bebê se move e vira, a mãe pode sentir os movimentos e as voltas do bebê, mas isso geralmente não é desconfortável. Essas sensações podem ser mais como ondas suaves do que dor.


Quando o bebê vira de cabeça para baixo?

A virada do bebê para a posição cefálica, com a cabeça para baixo, geralmente ocorre entre as semanas 28 e 30 de gestação. No entanto, alguns bebês podem fazer essa virada um pouco antes ou depois desse período.


O encaixe do bebê

O encaixe do bebê envolve a cabeça do bebê ficando bem próxima do colo do útero e exercendo pressão sobre ele. Isso ajuda a amolecer e dilatar a abertura do colo do útero, que precisa atingir cerca de 10 centímetros de dilatação para permitir o nascimento do bebê.



O encaixe do bebê é uma etapa importante do processo de parto e indica que o corpo da mãe está se preparando para dar à luz. O encaixe é uma das fases finais da gravidez, e muitas vezes é acompanhado por sintomas como aumento da pressão na pelve e uma sensação de que o bebê está mais baixo na barriga.

Uma vez que o bebê esteja encaixado, a mãe está mais próxima do início do trabalho de parto e do momento em que conhecerá seu filho. Vale ressaltar que, em algumas gestações, o bebê pode encaixar-se semanas antes do parto, enquanto em outras gestações, isso pode acontecer apenas quando o trabalho de parto se inicia. Cada gravidez é única, e o encaixe do bebê é uma parte natural e essencial do processo de nascimento.


Com quantas semanas de gestação o bebê encaixa para o nascimento?

O encaixe do bebê para o nascimento geralmente ocorre por volta das 36 semanas de gestação, mas a cronologia pode variar. Alguns bebês podem encaixar antes, enquanto outros podem fazê-lo durante o trabalho de parto. Portanto, não se preocupe se o bebê ainda não encaixou até as 36 semanas, pois isso é uma parte natural do processo de preparação para o parto.


Como Saber se o Bebê Já Encaixou?

Quando o bebê se encaixa na posição cefálica (cabeça para baixo), a mãe pode experimentar algumas mudanças notáveis:

Barriga Mais Baixa: A barriga tende a "cair" um pouco, proporcionando um alívio para o diafragma. Isso permite que a mãe respire mais facilmente e reduz a sensação de falta de ar que pode ter experimentado anteriormente.

Diminuição da Azia: Muitas vezes, a azia diminui quando o bebê se encaixa, já que a pressão do útero sobre o estômago diminui.

Alívio das Dores nas Costelas: As dores nas costelas, que são comuns em estágios anteriores da gravidez devido à pressão do útero, também tendem a aliviar quando o bebê desce mais.

Pressão Pélvica: Agora, a cabecinha do bebê começa a exercer pressão na região pélvica. Isso pode resultar em uma sensação de pressão, uma vez que o útero está posicionado acima da bexiga. Como resultado, a mãe pode sentir uma necessidade mais frequente de urinar.


Sinais de que o Parto Está Próximo:

O corpo da gestante dá muitos sinais de que o tão aguardado momento do parto está se aproximando. Aqui estão alguns indicativos:

Contrações de Braxton Hicks: As contrações ficam mais regulares, frequentes e intensas. Isso é uma preparação para o trabalho de parto real.

Perda do Tampão Mucoso: Como mencionamos anteriormente, a perda do tampão mucoso é um sinal claro de que o corpo está se preparando para o parto.

Pressão Pélvica e Descida do Bebê: A mãe pode sentir uma sensação de pressão na pélvis à medida que o bebê se encaixa mais profundamente no canal de parto.

Rompimento da Bolsa Amniótica: Em alguns casos, a bolsa amniótica se rompe, resultando na liberação do líquido amniótico.

Alterações Gastrointestinais: A gestante pode experimentar diarreia ou outras alterações no sistema gastrointestinal, à medida que o corpo se prepara para o parto.

Frequência Urinária Aumentada: A necessidade de urinar com mais frequência pode ocorrer à medida que o bebê pressiona a bexiga.

"Onda de Energia" ou "Ninho": Algumas mulheres relatam uma súbita onda de energia e um desejo de limpar e organizar tudo ao seu redor, conhecido como o instinto de "ninho."


Esses sinais variam de mulher para mulher e podem ocorrer em diferentes momentos do processo de trabalho de parto. Se você notar esses sinais e tiver dúvidas ou preocupações, não hesite em entrar em contato com seu profissional de saúde para obter orientações específicas para o seu caso.


 

Queridas mamães, eu sei que o momento do parto pode gerar muita ansiedade e perguntas. Mas lembrem-se de que cada uma de vocês foi criada com uma capacidade incrível e especial para dar à luz.

O corpo da mulher é uma maravilha da natureza, e os hormônios que regem o processo do parto são verdadeiros aliados nessa jornada. Confie no seu corpo, confie na sua força.

Se este assunto ainda causa preocupação, saiba que você não está sozinha. Seu médico está lá para ajudar e oferecer orientações específicas para o seu caso. Converse com ele, peça esclarecimentos, faça perguntas.

Lembre-se de que, no momento certo, seu corpo e seus hormônios estarão trabalhando a seu favor, guiando você na jornada incrível do nascimento do seu bebê. Mantenha a calma, respire profundamente e saiba que você é forte, corajosa e capaz.

Este é um capítulo emocionante da sua vida, e estamos aqui para apoiá-la em cada passo do caminho. Estamos ansiosos para celebrar a chegada do seu pequeno milagre com você. 🌟👶💕 #Gravidez #Parto #ForçaDaMulher

75 visualizações0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page